quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

A CONFISSÃO DE JÂNIO QUE A MÍDIA IGNOROU

Há quase 50 anos, em 25 de agosto de 1961, o país foi mergulhado na mais grave crise institucional até então com a renúncia do presidente Jânio Quadros, eleito em outubro de 1960 com a votação de 5,6 milhões de votos, um recorde na época. Durante muito tempo, Jânio se esquivou de dar explicações convicentes sobre a renúncia; falou em "forças terríveis", mas nunca confirmou a versão de que o gesto faria parte de uma articulação para conquistar mais poder - algo como um golpe de Estado. Quer dizer, Jânio confirmou essa versão, sim, em 1991, meses antes de morrer, num depoimento a seu neto, Jânio Quadros Neto, e Eduardo Gualazzi. O depoimento está no livro Jânio Quadros, Memorial à História do Brasil, publicado em 1996 - uma compilação de discursos, artigos e entrevistas de Jânio destinada a consolidar a imagem "heróica" do janismo. Hagiografia à parte, o livro trouxe esclarecimentos fundamentais do próprio Jânio sobre a renúncia, mas curiosamente o trabalho foi ignorado pela mídia, que ficou 30 anos perseguindo o ex-presidente para desvendar o mistério da renúncia. Os únicos jornalistas que se interessaram pelo documento foram Ricardo Arnt, que escreveu uma biografia de Jânio, e Geneton Moraes Neto, que transcreveu parte do depoimento em seu blog em 2008.   
Aqui, a transcrição do que Jânio falou sobre a renúncia:

"Quando assumi a presidência, eu não sabia da verdadeira situação político-econômica do País. A minha renúncia era para ter sido uma articulação: nunca imaginei que ela seria de fato aceita e executada. Renunciei à minha candidatura à presidência, em 1960. A renúncia não foi aceita. Voltei com mais fôlego e força. Meu ato de 25 de agosto de 1961 foi uma estratégia política que não deu certo, uma tentativa de governabilidade. Também foi o maior fracasso político da história republicana do país, o maior erro que cometi [...] Tudo foi muito bem planejado e organizado. Eu mandei João Goulart em missão oficial à China, no lugar mais longe possível. Assim,ele não estaria no Brasil para assumir ou fazer articulações políticas. Escrevi a carta da renúncia no dia 19 de agosto e entreguei ao ministro da Justica, Oscar Pedroso Horta, no dia 22. Eu acreditava que não haveria ninguém para assumir a presidência. Pensei que os militares, os governadores e, principalmente, o povo nunca aceitariam a minha renúncia e exigiriam que eu ficasse no poder. Jango era, na época, semelhante a Lula (estamos nos anos 90, NR): completamente inaceitável para a elite. Achei que era impossível que ele assumisse, porque todos iriam implorar para que eu ficasse. [...] Renunciei no Dia do Soldado porque quis senbilizar os militares e conseguir o apoio das Forças Armadas. Era para ter criado um certo clima político. Imaginei que, em primeiro lugar, o povo iria às ruas, seguido pelos militares. Os dois me chamariam de volta. Fiquei com a faixa presidencial até o dia 26. Achei que voltaria de Santos para Brasília na glória. Ao renunciar, pedi um voto de confiança à minha permanência no poder. Isso é feito frequentemente pelos primeiros-ministros na Inglaterra. Fui reprovado. O País pagou um preço muito alto. Deu tudo errado".

Um comentário:

  1. Queridos amigos, "passeando" pela net, me deparei com este blog, naveguei um pouco lendo algumas matérias, achei interessante e, digamos, de utilidade pública, porque tem assuntos de interesse de uma grande maioria da sociedade, estou me inscrevendo para receber novas notícias e artigos pelo email, e aproveitando a oportunidade faço-lhes um convite para que entrem nos meus blogs: http://ramosdodireito.blogspot.com neste blog estou postando artigos de direito; http://coutoviana.blogspot.com, neste estou disponibilizando o Código de Processo Penal, onde estou postando um artigo por dia, comentando-o, os artigos estão sendo postado como: O PROCESSO PENAL NO CAMPO DAS NULIDADES", além disso, poderemos discutir assuntos de seu interesse e de interesse geral.

    Às mulheres em geral formulo o convite para visitarem o blog destinado principalmente a vocês, independentemente da profissão que exerçam, assim não deixem de clicar em http://produtinhosnocabelo.blogspot.com tenho certeza de que encontrarão sempre algo novo que as deixarão ainda mais bonitas... por fora, porque por dentro já o são.

    Colocamos também no ar um blog destinado às pessoas e empresas que tem problemas com restrição ao crédito, onde tentaremos ajudar aconselhando e mostrando o melhor caminho para resolver o problema, deixando um canal de comunicação diário onde o seguidor do blog: http://reabiliteocredito.blogspot.com, poderá expor o seu problema que em seguida daremos a resposta.

    Aproveito para desejar a todos um FELIZ ANO DE 2011

    ResponderExcluir