terça-feira, 10 de maio de 2011

ENTRE O PASSADO E O PRESENTE


George ORWELL, autor de 1984
 George Orwell e Aldous Huxley escreveram as duas principais distopias do século XX, 1984 e Admirável Mundo Novo, respectivamente. O primeiro, escrito em 1948, é quase uma descrição de um estágio superior do stalinismo: uma sociedade onde todos trabalham para o Estado, que exerce uma vigilância repressiva sobre os cidadãos, que por sua vez são estimulados a desenvolver maneiras de agir e pensar que reproduzem o regime totalitário. Já Admirável Mundo Novo, embora escrito bem antes (1931), descreve um mundo talvez muito mais parecido com o nosso, onde o controle social se faz pelo estímulo do prazer, ao entretenimento e ao espetáculo. Os cidadãos são seduzidos pela tecnologia e cativados pelo consumismo. 

Aldous HUXLEY
Como disse o jornalista americano Chris Hedges, "Huxley viu o primeiro estágio de nossa escravidão. Orwell anteviu o segundo. [...].  Orwell nos alertou sobre um mundo em que os livros eram banidos. Huxley nos alertou sobre um mundo em que ninguém queria ler livros. Orwell nos alertou sobre um estado de guerra e medo permanentes. Huxley nos alertou sobre uma cultura de prazeres do corpo. Orwell nos alertou sobre um estado em que toda conversa e pensamento eram monitorados e no qual a dissidência era punida brutalmente. Huxley nos alertou sobre um estado no qual a população, preocupada com trivialidades e fofocas, não se importava mais com a verdade e a informação. Orwell nos viu amedrontados até a submissão. Mas Huxley, estamos descobrindo, era meramente o prelúdio de Orwell. Huxley entendeu o processo pelo qual seríamos cúmplices de nossa própria escravidão. Orwell entendeu a escravidão. Agora que o golpe corporativo foi dado, estamos nus e indefesos. Estamos começando a entender, como Karl Marx sabia, que o capitalismo sem limites e desregulamentado é uma força bruta e revolucionária que explora os seres humanos e o mundo natural até a exaustão e o colapso."



Abaixo, um cartum genial sobre essas duas distopias
 http://www.recombinantrecords.net/docs/2009-05-Amusing-Ourselves-to-Death.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário