domingo, 6 de março de 2011

O HOMEM SEM QUALIDADES

“Mas você não sabe que toda a vida perfeita seria o fim da arte?”

Robert Musil
“Imagine o que acontece hoje em dia: quando um homem importante coloca uma idéia no mundo, ela é imediatamente submetida a um processo de distribuição que consta de simpatia e repulsa; primeiro, os admiradores arrancam grandes nacos que mais lhe agradam (!) , e devoram o seu mestre como raposas devoram carniça, depois os adversários eliminam os pontos fracos, e, em breve, de toda a façanha nada sobra senão uma provisão de aforismo, não existe um sim no qual não se possa pendurar um não. Você pode fazer o que quiser, sempre vai encontrar vinte das mais belas idéias a favor, e se procurar, vinte contra. Seria de acreditar que é como no amor, no ódio e na fome: o gosto tem de ser diferente, para todos terem a sua parcela”

"Todo o nosso saber provém do fato de não sermos severos demais nem ficarmos esperando o saber supremo; a Idade Média fez isso, e continuou ignorante".


"Quem quiser construir sobre terra firme no ser humano, deve servir-se unicamente de qualidades e paixões inferiores, pois só o que se liga mais estreitamente ao egocentrismo tem solidez e pode ser levado em conta por toda parte; as intenções mais elevadas não são confiáveis, são contraditórias e fugazes como o vento"
Robert Musil, O Homem sem qualidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário