quinta-feira, 16 de setembro de 2010

UM LEU O PRÍNCIPE E NÃO ENTENDEU; O OUTRO NÃO LEU E ENTENDEU...


Nicolau Maquiavel

FHC: amado só pelos grandes 

"A um Príncipe pouco devem importar as conspirações se é amado pelo povo, mas quando este é seu inimigo e o odeia, deve temer  tudo e todos. Os Estados bem organizados e os príncipes prudentes preocuparam-se sempre em não reduzir os grandes ao desespero e satisfazer e contentar o povo, porque essa é uma das questões mais importantes que um Príncipe deve ter em mente. [...] um Príncipe deve estimar os grandes, mas não se tornar odiado pelo povo."



Lula: ações que atraem virtude

"Se forem observadas prudentemente as coisas referidas, o Príncipe novo parecerá de ascendência antiga e se tornará assim mais seguro e firme no Estado do que se ele de fato aí estivesse há muito tempo. Um Príncipe recente é muito mais vigiado em suas ações do que um hereditário, e quando essas ações revelam virtude, atraem muito mais aos homens e os obrigam muito mais do que a antiguidade do sangue. É que os homens são muito mais sujeitos às coisas presentes do que às passadas e, quando encontram o bem naquelas, alegram-se e nada mais procuram; antes, tomarão a defesa do Príncipe se este não falhar nas outras coisas a suas promessas. E ele dessa forma terá a dupla glória de ter fundado um principado novo e de o ter ornado e fortalecido com boas leis, boas armas e bons exemplos, assim como o antigo Príncipe terá a dupla vergonha, por ter, nascendo Príncipe, perdido o Estado por sua pouca prudência"
Nicolau Maquiavel, O Príncipe     

Nenhum comentário:

Postar um comentário