segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

IN MEMORIAM

TÃO CEDO PASSA tudo quanto passa!

Morre tão jovem ante os deuses quanto

Morre! Tudo é tão pouco!

Nada se sabe, tudo se imagina.

Circunda-te de rosas, ama, bebe

E cala. O mais é nada.

(RICARDO REIS, Ode 358)


"Façamos com que a recordação dos que nos

deixaram seja agradável. Ninguém se volta

prazerosamente para aquilo que é pensado com

sofrimento"

(SÊNECA, Sobre o pesar pelos amigos falecidos)

Em memória de meu amigo Luiz Carlos Sampaio Penna, morto aos 55 anos, e que nesta terça-feira 17 faria 70.

Nenhum comentário:

Postar um comentário