segunda-feira, 4 de junho de 2012

SEIS DÉCADAS VOS CONTEMPLAM



A coroação de Elizabeth II
Quando Elizabeth II sucedeu ao seu pai George VI como monarca do Reino Unido, em 1952, vivíamos em pleno clima da Guerra Fria, com os expurgos stalinistas campeando no Leste Europeu e o macarthismo perseguindo intelectuais nos EUA. Enquanto Gene Kelly dançava Singing in the Rain, revistas populares diziam que os discos voadores eram artefatos construídos pela Rússia comunista. O veterano Winston Churchill era primeiro-ministro britânico pela segunda vez, enquanto que o general Dwight Eisenhower ainda não tinha sido eleito presidente dos Estados Unidos (o democrata Harry Truman ocupava a Casa Branca). 

Getúlio Vargas, desta fez como presidente eleito democraticamente, enfrentava as oligarquias e a direita militar em meio à campanha O Petróleo é Nosso. Enquanto Gracililano Ramos escrevia Memórias do Cárcere, Jorge Amado preparava Os Subterrâneos da Liberdade, um libelo stalinista ao PCB. O papa Pio XII alinhava a Igreja Católica no combate ao comunismo enquanto que, no Brasil, era fundada a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil; Josef Stálin, um ano antes de morrer, enxergava conspiração por todos os lados.

Evita Perón
Na Argentina o general Juan Domingo Perón governava enquanto sua mulher, Evita, a líder dos “descamisados”, agonizava (ela morreria em 26 de julho); Fulgêncio Batista tomava o poder em Cuba; os Estados Unidos detonavam a primeira bomba de Hidrogênio; a Guerra da Coréia vivia um impasse, com americanos e sul-coreanos combatendo norte-coreanos e chineses. Havia uma Indochina e ela era francesa, assim como a Argélia. Também havia duas Alemanhas.

O processo contra Rudolf Slánský (foto) 
Em Paris, Camus e Sartre se estranhavam por causa da publicação, pelo primeiro, de O Homem Revoltado, uma crítica aos totalitarismos – Sartre acabara de ingressar no Partido Comunista. Em Praga o ex-secretário geral do PC tchecoslovaco, Rudolf Slánský, e 12 outros líderes do partido eram executados num expurgo antissemita. Enquanto isso, em Washington, o senador Joseph McCarthy continuava a "caça às bruxas" contra intelectuais e artistas progressistas. O avião a jato comercial era novidade e a televisão engatinhava no Brasil. Enquanto Bill Halley and His Comets começavam a fazer sucesso com o rock’n roll, novas modalidades de jazz (cool e bebop) expressavam o mal-estar com a civilização feita à imagem e semelhança do sonho americano.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário